My favorite things

Loading...

sexta-feira, outubro 3

A ti J.V.M.


Sim tens razão, o Sol será sempre da cor do oiro
e a Lua da cor da prata.

E o tempo sempre um caminho, uma aprendizagem...
Para ti este poema:




Como viver, o que fazer

Ontem à tardinha a lua nasceu sobre esta rocha
Impura sobre um mundo inexpurgado.
O homem e o seu companheiro pararam
Para descansar perante a heróica altura.

Friamente o vento caiu sobre eles
Em muitas majestades de som:
Eles que tinham deixado o sol de chama caprichosa
Em busca de um sol de fogo mais intenso
.

Wallace Stevens, Ficção Suprema
in Diário 2008, Assírio & Alvim

Nenhum comentário:

Lily Allen

Loading...

Que as ragas tragam ao dia o que a noite lhe roubou

Loading...
Loading...
Loading...

Bom Domingo

Loading...

oiça a Buika ... oiça bem

Loading...

e oiça também a Lila Downs

Loading...

i want you, but i don´t need you ...

Loading...