My favorite things

Loading...

terça-feira, junho 30

À Sofia P. (again) e à João Salema





"Conhecer alguém aqui e ali que pensa e sente como nós, e que embora distante, está perto em espírito, eis o que faz da Terra um jardim habitado". (Goethe)"

Apenas lhe posso dar para a troca algo de muito comum e nacional (pessoal):

"o que faz a diferença entre as pessoas é uma coisa apenas, simples, mas abissal: as que do bairro fazem o mundo e as que do mundo apenas fazem um bairro"

Viver

A Ética é estar à altura do que nos acontece. Deleuze

video

Obra Breve


Sempre se conheceu o vento de Junho,
nessa orla, que regougava nas esquinas
da casa à noite e nas manhãs ansiosas
em que voltava a aragem matinal
deixava irremediavelmente os frutos
a juncar a terra e os atalhos.

E sempre se lamentaram as velhas pancadas
do vento, no seu ritmo marítimo, a exaltação
a que nos levava, permanentes povoadores
da costa. E para lamentar dizíamos
as palavras usuais e alguns suspiros
próprios da insónia de ouvir o vento.



Fiama Hasse Pais Brandão, Obra Breve

segunda-feira, junho 29

E Domingo é para tratar dos Lares ...











Mesmo quando parte de nós ficou noutro espaço qualquer ...

La Maison Carrée, Nimes






E da pedra bruta se construíram templos ... e deles apenas resta o essencial, porque, como acontece na maioria dos casos, sobre a praça pública que os rodeava se construíram novos edifícios, novas centralidades.

Amanhã lhes voltarei, porque a Roma de Augusto de tudo deixou, designadamente a tendência para a monumentalização dos espaços públicos, tendo-se o imperador orgulhado que havia transformado uma Roma de pedra em mármore!

Considerado um dos exemplares mais bem conservados do período Romano, o facto de ter tido ocupação ao longo do tempo, designadamente como Convento na Idade Média, pode ter contribuído para essa preservação, tal como, aliás, sucedeu com o templo dedicado ao culto imperial situado em Évora.

sexta-feira, junho 26

Dedicatória



Este livro é dedicado a essas vagas luzes que
anunciam a alegria
e às vezes são alguém, um anjo, o caos, e no
meio do caos
o jovem doce tempo das tuas mãos.
és tu,
coração secreto à deriva pelos dias, o senhor do
meu canto.
Por ti cheguei e parto.
A minha casa é onde estás.



José Agostinho Baptista in Poemário, 2009, Assírio & Alvim

Apenas vou descansar .... nada me digam, nada me perguntem






Os olhos abrir pela Aurora
e cerrá-los com a noite quieta.

quinta-feira, junho 25

O grito de uma flor anseia por uma existência ...


Lançamento das Actas do Congresso Feminista


Lançamento Actas do Congresso Feminista 2008
UMAR

Dia 29 de Junho 2009
5:00pm - 8:00pm
Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro
Antigo Solar da Nora loc: 146 Estrada de Telheiras, Lisboa 1600, Portugal


Telefone: 2188735005
Email: umar.sede@sapo.pt

Dia 29 de Junho de 2009 decorrerá na Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro o lançamento das actas do Congresso Feminista 2008.
A apresentação estará a cargo das investigadoras Ana Vicente e Ana Cristina Santos, bem como da Presidente da UMAR, Maria José Magalhães. A sessão contará, ainda, com a intervenção da coordenadora da edição digital, Cristina L. Duarte.

Para lá chegar:
Metro: Telheiras | Autocarros: 47, 67, 78 | Pontos de referência: estando na saída do metro do lado do "Colégio Alemão", seguir em frente pela Estrada de Telheiras até ao final. a biblioteca encontra-se do lado direito.

Informação obtida da UMAR.

quarta-feira, junho 24

Ode Marítima


Gostaria de ter outra vez ao pé da minha vista
veleiros e barcos de madeira,
De não saber doutra vida marítima
que a antiga vida dos mares!


Álvaro de Campos

Saura's Salome,

terça-feira, junho 23

E que tal ir até ao S. João no Porto?








Até já amiga B.
Venho daqui a pouco, voltarei, porque lembrarei da suave noite de calor e de Luz.
Pena não poder contigo passar o S. João.

E não tarda chega o São João ...



Bíblia Sagrada (microfilme)

«Quem és tu? Ele confessou e não negou: «Eu não sou o Messias». «Quem és então?» - perguntaram-lhe. «És Elias?». «Não sou», respondeu ele. «És tu o Profeta?» Respondeu: «Não». Disseram-lhe então: «Quem és tu? Pois queremos dar uma resposta aos que nos enviaram. Que dizes de ti mesmo«? Ele disse: «Eu spi a voz do que brada mo deserto: "Aplanai o caminho do Senhor", como disse o profeta Isaías«. (...)
Porque é então que baptizas se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?». João respondeu-lhes: «Eu baptizo em água; mas, no meio de vós, encontra-se Alguém que não conheceis, Aquele que vem depois de mim; e eu não sou digmo de desatar a correia da Sua sandália». Isto passou-se em Betânia, do outro lado do Jordão, onde João estava a baptizar.


Envangelho Segundo S. João, Bíblia Sagrada


Mergulhar na água.
Saltar à fogueira, para tudo esconjurar.

Que no S. Pedro quero as águas de outros mares ir ver.

domingo, junho 21

À tua sombra descansei um dia


Ainda me lembro do teu frescor e do abraço que sonhei com as ramas da tua sombra.
video

Marânus, Eleonor e a Saudade


(...)
Tu saberás, um dia, quem eu sou ...
Há-de surgir das bandas do nascente
Um claro sol de espiríto divino.
E não mais me verás. E, nesse instante,
Existirás em mim, como eu existo
Nesse teu pobre corpo aginizante.

Eis o grande segredo ... o meu segredo
»

Marânus, Teixeira de Pascoaes

O Convento de Bom Jesus de Valverde











Work is a feeling ...

Que bom ter podido rever o Convento de Bom Jesus de Valverde, cuja quinta ainda nos remete à meditação de frades Capuchos.
Relembrar os seus sistemas hidraúlicos, muros, capelas e a bela Igreja do convento, cuja origem remonta à construção do mesmo, mandado edificar pelo Cardeal D. Henrique.
Hoje o "Conventinho" é um pólo da Universidade de Évora.

Amanhã, ou seja, mais logo, lhe voltarei que o dia já vai longo.

Lily Allen

Loading...

Que as ragas tragam ao dia o que a noite lhe roubou

Loading...
Loading...
Loading...

Bom Domingo

Loading...

oiça a Buika ... oiça bem

Loading...

e oiça também a Lila Downs

Loading...

i want you, but i don´t need you ...

Loading...