My favorite things

Loading...

quarta-feira, abril 29

As Mulheres na Primeira República

Loverman

Mars & Venus sunt connexa (à Pascale)

«Quem diz que o poeta inventa
É juiz de pouca conta;
Sabe-se hoje por toda a parte
Que acasalam Vénus e Marte;
Quem guerra faz, todo o tempo
Dorme co´as moças no campo»

Friedrich von Logau (1604-1655)
in «O Cardo e a Rosa»
cit in Poemário, 2008.


Porque as palavras são como as ideias; e as conversas com os amigos não são senão essa corrente de coisas pensadas e de afectos que se vão estabelecendo, decidi reeditar este poema.

Porque, bem haja a minha amiga Pascale que vive junto ao que era o limes no período romano, devagar fomos construindo a ideia de fazer um grande périplo das vias romanas do extremo ocidental da Lusitânia à antiga Strasbourg, esse "burgo das estradas", a Argentoratum latina, devido a quantidade de metais tanto auríferos como da prata que abundava no Reno.

E o projecto vai exactamente chamar-se «De Vénus a Marte», essas duas divindades associadas ao culto imperial que se encontram atestadas epigraficamente em Miróbriga, Santiago do Cacém, e também presentes em Argentoratum.

Assim, para ela, a Pascale, vai hoje este poema para que Vénus e Marte nos possam ajudar.




Mapa: www.celtiberia.net

BIENNALE DEL PAESAGGIO MEDITERRANEO



BIENNALE DEL PAESAGGIO MEDITERRANEO

Biennale Paesaggio
Host: ACMA Centro di Architettura
Type: Education - Workshop
Network: Global
Date: Monday, May 4, 2009
Time: 5:00pm - 8:00pm
Location: Auditorium Museo delle Genti d’Abruzzo
Street: delle Caserme, 22
City/Town: Pescara, Italy
View MapGoogle
MapQuest
Microsoft
Yahoo
Phone: 0270639293
Email: acma@acmaweb.com

DescriptionLa pubblicazione dei documenti (contribuiti scientifici, interventi, mostra fotografica, mostre di architettura del paesaggio) presentati alla Biennale del Paesaggio Mediterraneo organizzata dalla Provincia di Pescara nel maggio 2005 rappresenta una opportunità non solo per dialogare con gli organizzatori e i protagonisti di quell’evento ma per contribuire - partecipando attivamente al dibattito - alla costruzione di un punto di partenza consapevole e condiviso per una pianificazione maggiormente attenta al paesaggio e ai beni culturali, in un momento così delicato per l’evoluzione del territorio abruzzese. Oggi più che mai il Mediterraneo rappresenta una metafora della transizione verso la dimensione globale, dell’incrocio dei flussi migratori e del relativo recupero delle identità locali, dello scambio inarrestabile di conoscenze e di tecniche, del riversarsi dei processi economici e produttivi sul supporto geografico.
È necessario che l’auspicata partecipazione delle collettività locali alle procedure che sottendono la tutela e la valorizzazione del paesaggio si trasformino in azioni politiche, in progetti concreti che possano coniugare le attese di sviluppo economico con le qualità della vita (ambientali e culturali) che il Mediterraneo ha finora offerto.

segunda-feira, abril 27

A semana a começar




E com ela regressar aos locais habituais, mas com novas forças para olhar tudo o que está à volta.

Porque Abril ainda está por aqui...

E penso alto: esta ainda é a minha cidade, como a minha casa é o meu Lar.
Andados que foram tantos caminhos para aqui chegar.

sábado, abril 25

Contra a descriminação dos emigrantes




A Marcha Mundial das Mulheres fez-se representar na manifestação do 25 de Abril.
E as questões relativas à exclusão social dos emigrantes foram o seu tema. "Somos todas(os) emigrantes"! E pensei nos Portugueses que, estando distantes, gostariam de aqui ter podido estar.

Abaixo a Exclusão




A Liberdade decididamente passou por aqui


E com ela ficou a possibilidade escolher

sexta-feira, abril 24

25 de Abril: SEMPRE

Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida,
que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

António Gedeão, Pedra Filosofal

Olá Marta, se não me esperassem outras mulheres, nesse dia bem te ia visitar a Montemor


quarta-feira, abril 22

Para ouvir falar da Cidade romana de Ammaia (Marvão)



A Fundação Cidade de Ammaia e o Centro Nacional de Cultura
convidam-no a assistir ao Jornal Falado

“A Cidade Romana de Ammaia”
O projecto Ammaia, um laboratório de campo europeu
para levantamento "não destrutivo" de sítios arqueológicos.

Dia 28 de Abril, às 18h30, no Centro Nacional de Cultura
Galeria Fernando Pessoa - Largo do Picadeiro, 10-2º andar (ao Chiado) - Lisboa

Intervenientes:
􀂃 Carlos Melancia, Presidente da FCA
􀂃 Frank Vermeulen, CIDEHUS, Universidade de Évora


Moderador: Guilherme d’ Oliveira Martins, Presidente do CNC

Informações:
Centro Nacional de Cultura
Tel: 213 466 722
http://www.cnc.pt/

ENTRADA LIVRE

terça-feira, abril 21



Even the ice can be so nice ...

and the heat can be so sweet.

but now i only need a warm dream.

to rest

nothing else to tell ...


Actas do Seminário Internacional "O Património Cultural Imaterial e o Papel das Instituções Públicas na Implementação de Inventários"



http://www.cidehus.uevora.pt/


SEMINÁRIO INTERNACIONAL “O PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL E O PAPEL DAS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS NA IMPLEMENTAÇÃO DE INVENTÁRIOS”, 22 Junho 2007, Universidade de Évora.

SEMINAIRE INTERNATIONAL “LE PATRIMOINE CULTUREL IMMATERIEL ET LE ROLE D'INSTITUTIONS PUBLIQUES DANS L'IMPLEMENTATION D'INVENTAIRES” 22 juin 2007, Université d’Évora.

Poderão encomendar-se na Universidade de Évora, através do link acima mencionado.

ALGO IMPORTANTE, de João Fazenda e João Paulo Cotrim



Um homem magrinho perde tempo na vez de fazer algo importante.
Host: Indie Lisboa
Type: Music/Arts - Opening
Network: Global
Date: Saturday, April 25, 2009
Time: 7:00pm - 7:10pm
Location: S. Jorge
Street: Avenida da LIberdade
City/Town: Lisboa, Portugal

Há sempre outras coisas para tratar, para resolver, e o homem luta contra o tempo. É no movimento do desenho, no ritmo das manchas, no encadeamento dos planos que o filme se conta, que o tempo passa. Inexoravelmente. Que importância pode haver num filme de animação com 7 minutos?

(A partir de Facebook)

A Viagem





Foi esta a minha casa, mas não me reconhece
quanto nela guardei. O tempo muda o rosto,
a luz e enquadramento das coisas mais próprias.
Acaso deu-me a viagem um aspecto diferente,
e assim não houve júbilo no que eu entesourava:
a asa de enorme pássaro enche os quartos de sombra.

Semicerrarei os olhos, vou abeirar-me lenta,
apalparei uma a uma as lombadas dos meus livros.
Irei até aos bronzes, para ver se ao tocá-los
têm a porção do frio que exige sua vida.
Esta querença minha dirigi-la quisera
para ver se com ela ternura renasce
.

María Victoria Atencia, Antologia Poética

segunda-feira, abril 20

Ainda Masada - John Zorn

Vamos lá começar a semana com John Zorn

cada dia, um dia















Se a cada dia coubesse uma luz
a cada pedra um caminho
e a cada boca a palavra certa

não haveria lugar para este vazio
de ainda não ter encontrado o lugar certo para habitar

mas a casa é um caminho que se busca
como as pedras são os sítios do meu luar

Não será de Roma nem da Grécia Antiga, mas Gregos são.

domingo, abril 19

So what



What? So good ...

So what



What? So good ...
Good, what? So!

Domingo é para tratar dos Lares ...








e pelo bairro nos deixarmos ficar ....
sem pressa de qualquer outro lugar.
estar, apenas estar.



Les pas ....

Itinerários de Milão


Para o 25 de Abril. Há escolha ...





http://www.antonioangelillo.it/

Estou a tentar imaginar o que gostaria de fazer em dia de Revolução. Se pudesse ia a Milão participar dos Itinerários propostos pela ACMA ou, mais perto, de livro na mão, ir «Ler a Paisagem - um passeio por Sines, guiado pelos seus escritores».

Eu hoje, Domingo, vou ver com atenção o livro que me ofereceram, editado pela Câmara Municipal de Sines, sob concepção de Ricardo Pereira, e imaginar a volta que gostava de dar no 25 de Abril e ouvir as músicas que vos vou oferecer.

Chegaram as máquinas para talhar a cidade que vem
das águas cresce a obra do homem, ouve-se um lento grito d'espuma e suor
na memória ficaram os sinais dos bosques ceifados, as dunas desfeitas e algumas
casas abandonadas

estenderam-se tubos prateados, onde escorre o negro líquido
levantaram-se imensas chaminés, serpenteiam auto-estradas na paisagem
irreconhecível do teu rosto
(...)

Al Berto

Obrigada por este presente musical

Por vezes é preciso ir só ouvir o "barulho das luxes" e nada mais

sexta-feira, abril 17

O Urbanismo de Santo André


A Ordem dos Arquitectos-Secção Regional Sul organiza um seminário e uma visita guiada sobre o urbanismo de Santo André, a 18 de Abril.

O seminário (9h-13h) tem lugar nas instalações do Instituto Piaget de Santo André e prevê conferências de:

Guilherme Câncio Martins (10h – O complexo portuário industrial de Sines)

Francisco Silva Dias (10h45 – O plano de urbanização)

Luís Vassalo Rosa (11h45 – Terceira fase do plano), com moderação de Michel Toussaint.


Ás 15h30 inicia-se uma visita guiada a Vila Nova de Santo André pelos arquitectos Francisco Silva Dias e Michel Toussaint. A iniciativa pretende debater um «exemplo com relevância no urbanismo português dos anos 70 do século XX», a intervenção arquitectónica e urbanística com papel decisivo em Santo André. No centro do debate estão o desenvolvimento urbano da vila, os conceitos fundamentais que contribuíram para o seu crescimento e a troca de ideias entre profissionais de áreas diferentes que influenciam o urbanismo. O Conselho Regional de Admissão deliberou atribuir um crédito à participação no seminário e um crédito à participação na visita guiada para efeitos de formação obrigatória em temáticas opcionais

Segue-se o programa do próximo dia 18 de Abril «Santo André – Uma cidade para a Indústria»

9h - Recepção Participantes

9,30h - Abertura Sessão Arquitecto José Manuel Rodrigues, Ordem dos Arquitectos-Secção Regional Sul e Victor Proença, presidente da Câmara de Santiago do Cacém

10h – Arquitecto Guilherme Câncio Martins - O Complexo Portuário Industrial de Sines

10h45 – Arquitecto Francisco Silva Dias - O Plano de Urbanização

11h30 – Pausa para café

11h45 – Arquitecto Luís Vassalo Rosa - A terceira fase do plano. Moderador – Arquitecto Michel Toussaint

Convidados - Núcleo do Litoral Alentejano, Administração do Porto de Sines e Junta de Freguesia de Santo de André

Local: Conferência no Instituto Piaget de Santo André e visita a Vila Nova de Santo André Instituto Piaget de Santo André (ao lado do Hotel Vila Parque) - Campus Universitário de Santo André, Apartado 38 Tel. 269 708 710

Dia dos Monumentos e Sítios




Se pudesse, era o sítio arqueológico onde gostaria de ir no dia dos Monumentos e Sítios.

Ia visitar essa extraordinária villa romana de Mireu, Estói, ocupada até época islâmica e posteriormente cristianizada, onde a estatuária comprova íntima relação com a família imperial.

Tratando-se de uma casa senhorial de grandes dimensões do século III d. C., com instalações foi embelezada coagrícolas, um balneário e um templo, aproveita parte das construções da anterior "villa" e organiza-se em torno de um peristilo central - com 22 colunas -, rodeando um pátio aberto com jardim e respectivo tanque de água.
A "villa" tinha excelentes mosaicos, nomeadamente com a representação de fauna marinha.
Achados de épocas posteriores sublinham a "longa tradição de Milreu como local de culto, demonstrando-se que, a partir do século VI d. C., o edifício pagão foi transformado em igreja cristã (...) que foi também utilizado como cemitério em período islâmico. Só quando, na primeira metade do século X, as abóbadas ruíram, o sítio de Milreu foi provavelmente abandonado. Mas, nos inícios do século XVI, o local ganhou nova vida, quando sobre as ruínas há muito abandonadas foi erguida uma casa - único e precioso exemplar algarvio desse tipo de arquitectura civil com contrafortes cilíndricos" cit. www.IGESPAR.pt

quinta-feira, abril 16

yes: "my favorite things"



One of them ... yes!

Em Abril, águas mil ...



E mil as folhas que regadas serão!
Até que novas flores em Maio hão-de brotar ...

Faces de Eva convida

Quinta-feira, dia 16, 18:00h Instituto Cervantes
(Rua de Santa Marta, 43 F, r/c – Lisboa)

Mesa redonda
Ciência no Feminino (clique aqui para obter mais informações)
Mesa-redonda organizada por Faces de Eva - Estudos sobre a Mulher /CESnova/
Universidade Nova de Lisboa e Instituto Cervantes

> Intervêm as professoras:
> Maria Rosa Paiva
> Catalina Lara Coronado
> Eulalia Pérez Sedeño
> Maria José Gonçalves

Each time we say goodbye

Come back to me, Cole Porter



Para dias como hoje!

Tenho cá um azar: o coelhinho também chegou atrasado a esta casa



Mas veio, veio sim senhor: sem amêndoas, porque se esqueceu delas na loja, tal a pressa com que chegou.

Mas que importa, em vez dessas coisas coloridas e doces, trouxe boas novas para contar, novidades deste mundo e do outro e, principalmente, fez-me pensar na frase: «antes rainha por uma hora do que princesa toda a vida», como dizia Alexandra da Dinamarca, a rainha consorte de Eduardo VII do Reino Unido e rainha-mãe, após ter enviuvado.

Só que apenas esta frase dava um tratado ou uma tese de doutoramento e hoje não é dia para isso, mas para outras coisas fazer.... porque amanhã a Alvalado do Sado vou ter que regressar.

terça-feira, abril 14

Dia dos Monumentos e Sítios


DIA INTERNACIONAL DOS MONUMENTOS E SÍTIOS 2009



“Património e Ciência”

18 de Abril

“Património e Ciência” é o tema para o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios de 2009 e tem como objectivo proporcionar uma oportunidade de reflexão e de reconhecimento do papel da ciência no património cultural incentivando a discussão sobre os potenciais benefícios da ciência no futuro para a salvaguarda e a conservação do património. Valorizar o contributo da ciência (e da tecnologia) na conservação, no estudo e, até, na compreensão do património, revelando a pluridisciplinaridade e a diversidade de áreas científicas actualmente envolvidas nos trabalhos de preservação do património e os rápidos avanços científicos e tecnológicos das últimas décadas, são a tónica deste Dia.



A participação do público nas actividades que constam do programa, bem como a entrada nos Monumentos Património Mundial e em muitos outros locais de visita, será gratuita.



O programa detalhado pode ser consultado

http://www.igespar.pt ou http://www.igespar.pt/DIMS/

Informações gerais: 213 614 336 – DIED / IGESPAR

Informação obtida a partir de http://www.igespar

Posterioremente escolherei um dos Sítios e programas para dedicar a este dia.
Por hoje apenas recomendo o Palácio da Ajuda:

O Palácio Nacional da Ajuda ou Paço de Nossa Senhora da Ajuda é um Monumento Nacional situado na freguesia da Ajuda, em Lisboa.

Antigo Palácio Real, é hoje em grande parte um magnífico Museu, estando instalados no restante edifício a Biblioteca da Ajuda, o Ministério da Cultura, e vários Institutos desse Ministério.

Edifício neoclássico da primeira metade do séc. XIX, sob traçado de Francisco Xavier Fabri e José da Costa Silva, foi residência oficial da família real portuguesa, desde o reinado de D. Luís I (1861-1889) até 1910, ano da proclamação da República, quando foi encerrado.

Passou a funcionar como museu em 1968, podendo-se reviver ambientes oitocentistas e visitar importantes colecções de artes decorativas dos séculos XVIII e XIX: dos têxteis ao mobiliário passando pela ourivesaria, e cerâmica, bem como de pintura, escultura e fotografia.

O Palácio da Ajuda é ainda utilizado pela Presidência da República que aqui realiza algumas das mais importantes cerimónias de Estado.


Alguns Motetos


Eis um lírio e não preciso de louvá-lo:
está diante de vós
no braço esvoaçante
que a brancura alcança ao pé do fogo

Seu nome?
Vive inscrito no perfume
desfolhado em redor
com que magoa e chama
ao resvalar nos dedos.

José Bento

Olá Marta

segunda-feira, abril 13

Lily Allen

Loading...

Que as ragas tragam ao dia o que a noite lhe roubou

Loading...
Loading...
Loading...

Bom Domingo

Loading...

oiça a Buika ... oiça bem

Loading...

e oiça também a Lila Downs

Loading...

i want you, but i don´t need you ...

Loading...