My favorite things

Loading...

sábado, outubro 4

Lançamento de livro sobre «As Moedas Romanas do Museu de Santiago do Cacém» (reed.)



E já agora para relembrar:

Hoje está prevista a apresentação de mais um magnífico volume de temática arqueológica. Trata-se de uma obra, à primeira vista, invulgar, por ter partido da iniciativa de um município, a Câmara Municipal de Santiago do Cacém; tem por título Moedas Romanas do Museu Municipal de Santiago do Cacém e vai sair com data de 2007.

São seus autores Isabel Pereira e Teófilo Silva, dois conceituados numismatas, que nos trazem aqui, em 261 páginas, a identificação e descrição de 565 numismas, provenientes não apenas de Mirobriga, como poderia pensar-se, mas também das mais variadas cidades do Império, com especial destaque, naturalmente, para as da Península Ibérica.

Nas «Palavras Prévias», informam os autores que, se, nos breves comentários preliminares, abordam «problemas de circulação monetária», «o primeiro motivo do trabalho foi meramente museológico e referente à catalogação dos núcleos de moedas» existentes no Museu, por ordem cronológica dos numismas.

Mais uma vez fica provada a importância de um estudo cuidadoso da moeda, para se detectarem correntes económicas bem datadas e, de modo especial, para se tomar consciência de como a moeda, pelos símbolos que veicula, constitui uma autêntica «propaganda na palma da mão…», título que se me afigurou oportuno dar à singela apresentação da obra que me foi solicitada. Aí tive também ensejo de sublinhar, nessa ordem de ideias, quão importante se tornava a descrição minuciosa dos espécimes monetários, pelas singulares informações que nos podem trazer.

Está, pois, de parabéns, a Câmara Municipal de Santiago do Cacém por não ter regateado empenhos no sentido de nos apresentar um volume bonito (todas as moedas foram fotografadas a cores, anverso e reverso), de excelente apresentação e de mui fácil consulta.



José d'Encarnação

(Informação obtida e citada a partir de Archport - archport@ci.uc.pt)

Sendo a maioria dos exemplares provenientes de Miróbriga, não posso deixar de cumprimentar os autores, Dra. Isabel Pereira e Dr. Teófilo Silva, bem como o Museu Municipal de Santiago do Cacém e respectiva Câmara Municipal pela iniciativa.

3 comentários:

dona tela disse...

Tenho um novo projecto.
Dê-me a sua opinião, se faz favor.

Licínia Quitério disse...

Há um par de anos visitei esse Museu e as ruínas. Lá estive no Forum ouvindo as conversas sincopadas dos cidadãos, lá me sentei no caldarium e cumprimentei os companheiros de relaxe, lá ouvi os relinchos dos cavalos no hipódromo. Naquele silêncio é fácil fazer o transporte tempo atrás.

Um beijinho, Filomena.

P.S. Não me batas pelas imprecisões.Sou uma leiga em História.

José disse...

Bem hajas pela transcrição e pelas referências. Foi uma cerimónia muito digna - em meu entender, claro! - e a exposição (ainda que se não veja o reverso dos numismas, o que seria complicado para tantos exemplares) merece, de facto, uma visita!
Beijos!

J. d'E.

Lily Allen

Loading...

Que as ragas tragam ao dia o que a noite lhe roubou

Loading...
Loading...
Loading...

Bom Domingo

Loading...

oiça a Buika ... oiça bem

Loading...

e oiça também a Lila Downs

Loading...

i want you, but i don´t need you ...

Loading...