My favorite things

Loading...

segunda-feira, setembro 7

E há dias que comemoramos; mesmo quando já não nos lembramos bem se o dia foi exactamente este; o anterior ou o seguinte ....



Comemoramos o dia em que as mãos tremeram sem saber bem porquê:
talvez porque alguém lhes tocou!
A partir daí os dias deixaram de contar.
Sei, contudo, os anos que o infinito é capaz de desenhar, num oito nas minhas mãos ou num nove que, contas feitas com a vida, dá zero, tempo que não tem princípio nem fim ...
"O que sentimos, não é o que é sentido,
É o que temos. Claro, o inverno estreita.
Como à sorte o acolhamos.
Haja inverno na terra, não na mente,
E, amor a amor, ou livro a livro, amemos
Nossa lareira breve".
Ricardo Reis, Poesia

Nenhum comentário:

Lily Allen

Loading...

Que as ragas tragam ao dia o que a noite lhe roubou

Loading...
Loading...
Loading...

Bom Domingo

Loading...

oiça a Buika ... oiça bem

Loading...

e oiça também a Lila Downs

Loading...

i want you, but i don´t need you ...

Loading...