My favorite things

Loading...

quarta-feira, agosto 5

Fibriliações, Ana Hatherly (reed. de 29.10.2009). Em sua memória.


Ainda te lembras amor do sentido da palavra chave?
Que, como na instalação da Ana Hatherly, atravessa o espaço, o mundo?


TE
!
!
!
!
!
!
!
!
!
!
AMO



O coração é como um fruto
cresce
amadurece
mas não cai:
Se alguém o quiser
não morre

Ana Hatherly



« O coração
é uma cidade

por afinidade:
Vibra no escuro»
«O coração é
uma rosa vermelha
numa jarra vermelha
Sangria da terra
essencial rubor»
«Olho
uma rosa vermelha
numa jarra vermelha
Vejo
o absoluto vermelho
da absoluta rosa»
«Numa jarra vermelha
uma rosa vermelha
Na página branca
o coração indelével»

Ana Hatherly, Fibrilações

Um comentário:

legivel disse...

... se eu vivesse no país da poesia
o meu cardiologista seria um ... poeta. Juro.

Gracias pelo poema da Ana, sorrisos e óptimo fim de semana!

Lily Allen

Loading...

Que as ragas tragam ao dia o que a noite lhe roubou

Loading...
Loading...
Loading...

Bom Domingo

Loading...

oiça a Buika ... oiça bem

Loading...

e oiça também a Lila Downs

Loading...

i want you, but i don´t need you ...

Loading...